domingo, 4 de dezembro de 2022 - 04/12/2022 11:25:38
Nice Content News

Os bebês prematuros exigem um cuidado redobrado por parte dos pais, mas também conseguem se recuperar rapidamente quando o carinho e o amor fornecem toda paz que precisam.

Quando um bebê nasce prematuro, após a alta hospitalar, os pais devem estar atentos quanto às necessidades do recém nascido. 

Do berço à alimentação, do colinho às brincadeiras, tudo precisa ser bem observado. Veja alguns cuidados com recém nascido prematuro que são importantes:

O que este artigo aborda:

1. Nutrição e Alimentação

Mais do que o leite materno, os bebês prematuros necessitam de uma fórmula padrão para se alimentar. A fórmula contempla gotas de ferro, vitaminas, e, caso o bebê já utiliza a mamadeira, uma fórmula rica em nutrientes. 

Conforme a Academia Americana de Médicos de Família, os bebês prematuros se alimentam de 8 a 10 vezes por dia. Caso fiquem mais de 4 horas sem mamar podem ficar desidratados. 

Alguns bebês prematuros sentem também dificuldades de manter os alimentos na boca, e por conta disso, acabam cuspindo o que sorvem com a boca. Contudo, vale a pena solicitar ao médico que verifique se o bebezinho possui algum problema na boca que o impeça de segurar o alimento e engoli-lo.

Também não há qualquer pressa em introduzir na alimentação alimentos sólidos. O melhor é esperar que o bebê atinja a seis meses de vida, para então começar a dar um pouco de caldinho de feijão, apenas para acostumá-lo a outros sabores e alimentos.

2. Prevenir de infecções

Prevenir que germes e bactérias tornem a vida do bebê um inferno é muito importante.  

O primeiro passo é manter a amamentação do bebê, mesmo que se passe a maior parte do tempo afastado dele, por conta da internação no hospital. É possível que a mãe bombeie o leite direto do seio e com isso, no berçário, a criança se alimente com o leite da mãe. 

Manter o bebê longe de pessoas e lugares que possam levar agentes contaminantes para perto dele é imprescindível para a sua saúde e recuperação. Nada de levar o bebê depois da alta hospitalar para um passeio no shopping, praça, igreja, nada disso. O melhor a fazer é sempre mantê-lo em casa. 

3. Vacinação em dia

Os bebês prematuros também necessitam ter as vacinas em dia, além das doses extras que ajudam a evitar infecções. Uma vacina contra gripe, quando o bebê atingir seis meses de vida, por evitar uma doença grave quando estiver em casa. 

Se os pulmões não estiverem totalmente completos, o médico pode recomendar um tratamento com palivizumab, um anticorpo de camundongo que protege o bebê contra vírus respiratórios.

Ainda é necessário que se fique alerta quanto a sinais de infecção, tais como:

  • Lentidão incomum;
  • Problema incomum mantendo comida;
  • Febre ou calafrios;
  • Dificuldade incomum para respirar ou aumento da apneia;
  • Cor da pele pobre.

4. Hora do sono

Se por um lado, os bebês prematuros dormem mais que os nascidos a termo, por outro, eles também acordam mais e, portanto, precisam de mais conforto e carinho durante a noite. Dormir sempre com a barriga para cima, de preferência, para respirar melhor.

5. Brincadeiras e afeto

Bem como qualquer outro bebezinho, o bebe prematuro precisa de carinho e sente todo o afeto que é dado por seus pais. Toda canção de ninar que lhes é cantada, livro ilustrado que lhes é apresentado, toda conversa que é tida olho no olho do recém nascido. Tudo isso eles entendem e sentem o amor que os pais lhes dedicam.

Isso traz efeitos muito positivos no seu crescimento e formação. Agora, é importante também respeitar quando o bebê está um pouco mais irritado, chorão ou nervoso.  Talvez precise de algum tempo em silêncio, para descansar.

Por fim, se você quer mais algumas dicas de cuidados com recém nascido prematuro, veja o vídeo do canal Centro de Telessaúde HC-UFMG.

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Marcela Ferreira

Enfermeira pós graduada com especialização em traumas, urgência e emergência. 12 anos de experiência na área de saúde mental na rede SUS do município de Belo Horizonte. Atuo com criança, adolescentes, adultos e usuários de múltiplas drogas.

1

Pode ser do seu interesse