domingo, 4 de dezembro de 2022 - 04/12/2022 11:28:32
Nice Content News

A Bolsa de Valores pode ser tanto atraente, quanto confusa e assustadora para investidores iniciantes, afinal, são tantos números, altos e baixos, que acaba parecendo algo totalmente direcionado para os mais experientes no assunto. A boa notícia é que o mercado de ações está aberto para todos os públicos e qualquer um pode se aventurar nesse meio, independentemente da quantia de dinheiro de que dispõe para investir ou do seu conhecimento sobre o assunto.

A B3, como é chamada a Bolsa de Valores brasileira, é o lugar perfeito para quem quer fazer seu dinheiro render por renda variável, o que, para muitos, pode soar arriscado, mas sem dúvidas, gera muito mais lucros do que investimentos conservadores. Nem sempre o risco é alto, e ainda é possível se apostar em ações seguras, que dificilmente geram prejuízos para seus acionistas, por isso, é importante se atentar em como funciona este mundo, para não cometer nenhum erro nos seus primeiros investimentos.

Aqui, você encontra um passo a passo completo sobre como entrar no mundo do mercado de ações de uma forma segura, estratégica e rentável. Confira:

O que este artigo aborda:

O que é e como funciona a Bolsa de Valores?

Toda empresa de grande porte com capital aberto é dividida em milhares de partes de valores distintos, sendo, cada uma delas, uma ação. Essas ações se dividem em três grupos: as dos empreendedores, as dos sócios e, por fim, as dos investidores, que são negociadas dentro da Bolsa de Valores. As pessoas compram ações para compartilhar uma parte proporcional ao que foi pago em decorrência dos ganhos daquela empresa, e isso pode ocorrer de duas formas diferentes.

Um acionista da B3 pode comprar quantas ações desejar de uma única empresa. Seus ganhos vão depender de quantas ele possui e do valor de cada uma delas. Na primeira situação, a corporação distribui dividendos (parte dos seus lucros) entre todos os acionistas, sendo que cada um recebe uma parcela, de acordo com seu investimento. Na segunda alternativa, o investidor pode esperar um tempo para que as ações se valorizem e, quando alcançarem um valor consideravelmente maior do que foi pago, deverão vendê-las para outro investidor, dessa forma, lucrando com a negociação das duas partes.

Como investir na bolsa de valores? Veja guia para iniciantes
Pin It

Foto: Pexels

O lucro obtido a partir de cada uma dessas opções varia muito, então, é impossível afirmar com exatidão o que é mais vantajoso. Cabe exclusivamente ao investidor analisar o mercado e avaliar a melhor estratégia para fazer seu dinheiro render. O processo de vendas de ações acaba sendo mais fácil, já que isso acontece o tempo inteiro na Bolsa de Valores, mas quem pretender fazer renda com dividendos precisa se atentar ao modo como a empresa distribui seus lucros. Não existem regras específicas e cada instituição faz isso como acha melhor, então, algumas podem pagar seus acionistas mensalmente, enquanto outras, apenas uma vez a cada seis meses.

Entretanto, é importante destacar que a B3 é uma vitrine de produtos financeiros, por isso, você não encontrará somente ações de empresas por lá. Através da Bolsa, também é possível fazer investimentos mais seguros, que são os mesmos que encontramos em bancos e em instituições financeiras, entre eles, ativos de renda fixa, crédito imobiliário, etc.

Como começar a investir?

Hoje em dia, graças à informatização de tudo, está muito mais fácil investir na Bolsa de Valores, em que qualquer atividade pode ser feita de forma totalmente digital e por conta própria. Primeiramente, é necessário ter uma conta em uma corretora, banco ou instituição financeira que disponha desse serviço. O dinheiro utilizado será retirado do seu saldo em conta, então, não se esqueça de sempre separar a quantia que deseja investir.

O preço de cada ação varia e é importante ter em mente que esse é um investimento de risco, no pior dos cenários, existe a possibilidade de se perder o dinheiro aplicado. Por isso, é essencial o investidor estar sempre atento ao Ibovespa hoje, pois esse é o principal índice de referência da B3 e serve para guiar os investidores a respeito das ações mais negociadas da Bolsa e o peso de cada empresa dentro do período mais recente.

A partir do Ibovespa, é possível descobrir em quais empresas é mais seguro investir e quais estão dando mais retorno aos seus acionistas. Contudo, a pesquisa não deve parar por aí e é sempre recomendado fazer uma boa busca a respeito antes de comprar uma ação. Essa análise de mercado pode ser feita de duas maneiras: por meio de um ponto de vista técnico (avaliando a variação diária do preço de uma ação), ou mais fundamentalista (estudando a perspectiva de crescimento da empresa, seu fluxo de caixa e a participação no mercado).

A análise técnica é mais útil para aqueles que desejam lucrar vendendo suas ações no futuro, enquanto a fundamentalista se encaixa melhor para quem prefere investir em dividendos. De uma forma ou de outra, basta o investidor não tomar decisões precipitadas e estar sempre bem informado para garantir bons lucros no futuro.

Por fim, se você quer saber mais sobre como investir na bolsa de valores, veja o vídeo do canal Tiago Reis.

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Equipe Nice

A equipe do Nice Content News conta com diversos profissionais competentes e altamente qualificados para trazer o melhor conteúdo para você.

1

Pode ser do seu interesse