sexta-feira, 27 de janeiro de 2023 - 27/01/2023 21:33:08
Nice Content News

Empresários de todo o mundo sabem que não é muito fácil sair de uma situação financeira complicada depois que ela acontece. No entanto, isso se torna ainda mais difícil quando não se tem uma estratégia e um bom planejamento que permite uma organização das finanças e dos pagamentos de dívidas. 

Se você está enfrentando esse tipo de problema com a sua empresa, saiba que este artigo poderá ajudá-lo. Hoje vamos falar de algumas coisas que você pode, e deve, fazer para saber como organizar uma empresa endividada. 

Então, caso você queira colocar tudo nos trilhos novamente, continue lendo este artigo e saiba como organizar uma empresa endividada para regularizar a situação financeira do negócio.

O que este artigo aborda:

1. Corte todos os gastos desnecessários

A primeira coisa a ser feita é cortar todo e qualquer tipo de gasto desnecessário que possa ter na sua empresa, já que esse pode ser o principal motivo para não conseguir organizar suas finanças e acertar as dívidas.

Um bom exemplo de “gasto” que você pode cortar é com relação ao aluguel do local onde sua empresa está instalada. Pode ser que você esteja pagando por um espaço não utilizado em sua totalidade. 

Como organizar uma empresa endividada: 6 dicas
Pin It

Foto: Pexels

Portanto, analise se realmente a sua empresa precisa dessa localização e desse espaço, ou se ela estivesse em um local menor e que pudesse atender às suas necessidades. Trata-se apenas de um exemplo, mas vale a pena considerar outros  gastos que podem estar atrapalhando seu financeiro.

2. Cobre dívidas dos clientes

Nem sempre é fácil cobrar dívidas atrasadas de clientes, mas se você quer organizar a situação financeira da sua empresa, saiba que esse é o momento de fazer a cobrança de todas as dívidas atrasadas de clientes. 

Você pode realizar a cobrança por meio de cartas, e-mails ou até mesmo por telefone. O importante é encontrar uma maneira de fazer os clientes pagarem o que devem para você e, se possível, de uma forma que não haja constrangimento.

3. Revise e faça uma análise profunda do orçamento

O próximo passo que você precisa dar é o de revisar e analisar o orçamento da sua empresa, isso porque seus maiores problemas de dívidas podem estar relacionados a motivos muito mais profundos que não estejam relacionados com os pequenos gastos que você, inclusive, já cortou. 

Para conseguir fazer essa análise, portanto, você vai precisar consultar o setor de contabilidade da sua empresa, e pedir que eles emitam um relatório completo sobre o orçamento atual da empresa. Esse passo é mais do que essencial para que você consiga organizar corretamente as finanças da sua empresa.

Se precisar de um auxílio extra, o escritório Contábil Consultoria RR também poderá ajudá-lo, especialmente se você ainda não tiver um setor de contabilidade em sua empresa, o que pode acontecer caso ela seja recente no mercado.

No relatório de orçamento que você precisará revisar, existem alguns pontos que merecem atenção, como se a receita atual da sua empresa está conseguindo cobrir todos os gastos fixos com sobra de dinheiro, por exemplo, de forma que você consiga pagar também os gastos não fixos. 

4. Crie um grau de hierarquia para sua dívidas

Depois de analisar muito bem o relatório sobre a receita, chegou o momento de analisar todas as dívidas. Coloque-as em uma planilha, indo da maior para a menor, e priorize o pagamento das dívidas grandes ou daquelas que tiverem a maior taxa de juros, como as dívidas de financiamentos ou empréstimos.

5. Tente fazer a renegociação de dívidas

Dívidas que estão relacionadas com empréstimos ou financiamentos, na maioria das vezes, podem ser facilmente renegociadas. Portanto, chegou o momento de entrar em contato com todas as instituições responsáveis por suas dívidas e tentar fazer uma renegociação de todas.

Claro, lembrando sempre de priorizar as dívidas maiores e com juros mais altos, para depois pensar nas dívidas menores. Além disso, é necessário que você cumpra o combinado com as instituições e realmente realize os pagamentos acordados, caso contrário, você estará faltando com o compromisso assumido e a situação poderá se complicar ainda mais.

6. Tente aumentar a receita da sua empresa em curto prazo

Por último, mas não menos importante, é preciso que você utilize ações que possam aumentar a sua receita em um curto prazo. Sabemos que falar é mais simples do que fazer, mas com um pouco de planejamento e organização, é totalmente possível realizar essas ações. 

Uma boa maneira é oferecer descontos, promoções e cupons para os seus clientes. Esse tipo de estratégia os incentiva a comprar e, diferentemente do que muitos pensam, ela não fará você perder dinheiro, pelo contrário, fará com que você ganhe ainda mais.

Por fim, se você quiser mais algumas dicas de como organizar uma empresa endividada, veja o vídeo do canal Sebrae Talks.

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Equipe Nice

A equipe do Nice Content News conta com diversos profissionais competentes e altamente qualificados para trazer o melhor conteúdo para você.

1

Pode ser do seu interesse