segunda-feira, 26 de setembro de 2022 - 26/09/2022 19:38:11
Nice Content News

O Brasil ainda tem aproximadamente R$ 8 bilhões em dinheiro “esquecido” em bancos e instituições financeiras, aguardando para serem devolvidos a cerca de 28 milhões de brasileiros. O Banco Central possui uma plataforma específica para que todos possam consultar se têm direito ao saque, e, em caso positivo, quando poderão pegar seu dinheiro. Trata-se do Sistema de Valores a Receber (SVR), que agora foi desvinculado do Registro e funciona em seu próprio endereço da web.

Todo cidadão pode consultar se possui algum dinheiro a receber, mas nem todos terão algum valor a ser restituído. Até o momento, mais de 87 milhões de brasileiros já fizeram a consulta, mas somente 17,7 milhões, entre pessoas físicas e jurídicas, tinham dinheiro esquecido. Os saldos positivos equivalem a 20,4%, sendo 17,5 milhões de pessoas físicas e 241.521 de pessoas jurídicas. Os cidadãos sem saldo representam 79,5% de todas as consultas do site.

O que este artigo aborda:

Como fazer a solicitação?

Para conseguir utilizar a plataforma, é preciso ter cadastro no portal Gov.br, o sistema oficial do governo. Cada usuário varia entre três níveis de segurança: bronze, prata e ouro. O bronze seria o padrão, onde só é possível acessar serviços básicos. Para conseguir consultar e agendar a retirada do dinheiro esquecido, é necessário ser prata ou ouro; para isso, é preciso acessar o portal pelo app do smartphone e realizar alguns requisitos para aumentar a segurança da conta.

Para verificar a disponibilidade de saldo, primeiro, é preciso fazer uma consulta inicial no site do SVR, onde será possível consultar o CPF e a data de nascimento. Esse procedimento apenas informa se existe ou não dinheiro a ser retirado, mas não divulga valores nem detalhes. Para conferir a quantia exata, é necessário logar utilizando os dados do portal Gov.br. Ao fazer o procedimento corretamente, será informado quanto dinheiro está retido, qual instituição financeira deve pagar, a origem do valor e outras informações adicionais.

A partir disso, podem haver duas opções, de acordo com os serviços oferecidos pelo banco em questão. Caso “Solicitar por aqui” esteja disponível, então é possível receber o dinheiro via Pix dentro do prazo de 12 dias; caso só tenha a opção “Solicitar via instituição”, então é necessário entrar em contato diretamente com o banco para combinar a forma de pagamento, seja por telefone ou e-mail.

Duas notas de 50 reais

Evite golpes

Infelizmente, o número de pessoas que agem de má fé e se aproveitam de pessoas desinformadas ainda é grande. É comum que golpistas explorem formas de cometer crimes e fraudes financeiras utilizando ações do governo, e neste caso não é diferente. Lembre-se que o único site em que você pode consultar se existe dinheiro esquecido e fazer sua solicitação é o do Sistema de Valores a Receber (valoresareceber.bcb.gov.br), então preste muita atenção à URL, pois muitas vezes é possível cair em um site idêntico ao do governo, mas que é utilizado por criminosos para roubar dados pessoais.

É comum que golpistas utilizam canais de comunicação para enganar suas vítimas. O Banco Central nunca entra em contato com beneficiários, então caso receba qualquer tipo de ligação, mensagem SMS ou contato via WhatsApp em que a pessoa se identifique como um funcionário do Banco Central, não responda e nem clique em nenhum link que for enviado.

Todo o processo de consulta e retirada é 100% realizado pelo site oficial do Sistema de Valores a Receber, sem a necessidade de utilizar outros meios. No máximo, será preciso entrar em contato com o banco responsável para combinar o pagamento, mas é o próprio beneficiário quem deve fazer isso, o banco nunca entra em contato primeiro.

De onde vem o dinheiro esquecido?

Muita gente não sabe qual a procedência desse dinheiro, o que explica o motivo de milhões de brasileiros ainda não terem consultado se possuem ou não algum valor esquecido em bancos. Basicamente, trata-se de contas bancárias que foram encerradas ou abandonadas com alguma quantia em saldo. Os proprietários podem ter se esquecido de sacar ou simplesmente não sabiam que ainda tinham dinheiro na conta, mas mesmo não sendo mais um cliente daquela instituição financeira, é um direito de todos receber o que lhes é devido. A origem do dinheiro pode variar entre diversos motivos: contas encerradas com saldo, cobrança indevida de tarifas, parcelas ou créditos cobrados de forma indevida, cotas de capital, consórcios finalizados etc.

Até o começo deste ano, essa não era uma informação pública e por isso milhões de brasileiros ainda tinham quantias pendentes. O único modo de fazer a consulta era através do Registrato, um sistema do governo que traz relatórios sobre instituições financeiras, dívidas e outras questões relacionadas. Quando o Banco Central anunciou a possibilidade de recuperar esse dinheiro, o sistema do Registrato foi sobrecarregado devido ao excesso de acessos e saiu do ar. A partir disso, a nova plataforma foi estabelecida para facilitar o processo e evitar que o problema voltasse a acontecer.

Equipe Nice

A equipe do Nice Content News conta com diversos profissionais competentes e altamente qualificados para trazer o melhor conteúdo para você.

1

Pode ser do seu interesse

Como fazer sua gestão financeira empresarial?

Como fazer sua gestão financeira empresarial?

Confira o calendário da IRRF 2022!

Confira o calendário da IRRF 2022!

Simparic é bom? Saiba tudo sobre esse antipulgas

Simparic é bom? Saiba tudo sobre esse antipulgas

O que é zoonose: entenda a importância do controle

O que é zoonose: entenda a importância do controle

Qual o melhor aspirador robô custo benefício de 2022?

Qual o melhor aspirador robô custo benefício de 2022?

9 Estátuas mais famosas do Brasil e do mundo

9 Estátuas mais famosas do Brasil e do mundo