domingo, 4 de dezembro de 2022 - 04/12/2022 11:54:10
Nice Content News

A pandemia de COVID-19 fez com que a maioria dos brasileiros buscasse por boas opções de saúde. Não à toa, nos últimos dois anos houve um grande aumento na adesão de planos de saúde no Brasil. 

Segundo dados cedidos pela ANS (Agência Nacional da Saúde Suplementar), o número de beneficiários de planos de saúde chegou a 49,9 milhões em agosto deste ano. A expectativa é que esse volume ultrapasse a marca de 50 milhões até o fim desse ano. 

Se você é uma das pessoas que está buscando pela contratação de um plano de saúde, podemos te ajudar. Fizemos uma lista com as principais dicas do que levar em conta na hora de contratar o seu plano de saúde. Assim, você pode garantir qualidade e bom atendimento para você e sua família com o melhor custo-benefício. 

Confira abaixo as nossas dicas para escolher um plano de saúde:

O que este artigo aborda:

Conheça as suas necessidades de saúde 

Os planos de saúde possuem diversas opções de cobertura e abrangência, então é importante entender o que você para contratar o melhor plano. Por isso, uma boa dica para conhecer as suas necessidades de saúde é avaliar o seu histórico. Caso você tenha dependentes, avalie o histórico deles também. 

Dessa maneira, você pode entender quais são as especialidades médicas que você mais precisa. Também é uma boa ideia pensar nos objetivos futuros. Um casal que planeja uma gravidez nos próximos anos, pode dar preferência a um plano com cobertura obstetrícia, por exemplo. 

Se você pretende redobrar o cuidado odontológico, busque por uma opção que ofereça essa cobertura. Dessa maneira, você pode garantir a contratação de um plano que cubra suas principais necessidades de saúde. 

Opte por um plano de saúde empresarial para pagar mais barato 

Quem busca o melhor custo-benefício, quer contratar um plano que caiba no bolso. E é possível pagar menos com plano de saúde escolhendo um plano para empresas. Ao contrário do que muitos pensam, estes planos não contemplam apenas grandes empresas. 

Então, se você é MEI ou dono de uma PME, a dica para economizar é contratar um plano de saúde empresarial. Segundo a ANS, os planos de saúde para MEIs são, em média, 40% do que planos de saúde individuais e familiares. Além disso, oferecendo melhores opções de cobertura e abrangência. 

Pesquise sobre a credibilidade e o atendimento das operadoras 

A ANS divulga periodicamente um ranking das operadoras. Esse ranking avalia diversas questões sobre o atendimento e a rede de planos de saúde, além de aspectos econômicos e operacionais. E além disso, o ranking é montado com base na avaliação dos próprios clientes, o que traz uma percepção real da credibilidade das operadoras de plano de saúde no mercado. 

Outro site que realiza a classificação e a avaliação das operadoras é o Reclame Aqui. No site, você pode entrar nas páginas das operadoras e verificar a sua nota, classificação e ler as avaliações e reclamações do cliente sobre os serviços. 

Saiba o que é carência no plano de saúde 

A carência no plano de saúde é o período que o beneficiário e dependentes precisam esperar para começar a utilizar os serviços do plano. Esse fator é muito importante porque pode melhorar o planejamento para a contratação de um plano de saúde. 

Confira abaixo quais são os períodos de carência aplicados no Brasil:

  • Urgência e Emergência: 24 horas;
  • Consultas e exames simples: 30 dias;
  • Demais coberturas: 180 dias;
  • Parto: 300 dias;
  • Doenças ou lesões preexistentes: 24 meses.

Dessa maneira, é possível entender como algumas questões podem influenciar na sua escolha. Quem planeja uma gravidez, por exemplo, deve contratar um plano de saúde, pelo menos, meses antes da gravidez. 

Entenda o que é reembolso e coparticipação

Outros fatores importantes em planos de saúde são o reembolso e a coparticipação. Se você pretende aderir ao plano de saúde da sua empresa, por exemplo, é importante verificar se há coparticipação. 

A coparticipação é uma espécie de partilha no valor do plano de saúde. Nela, a empresa arca com a maior parte da mensalidade e o beneficiário paga o restante. Então, se você está pensando nessa possibilidade, verifique o quanto você pagaria mensalmente com a coparticipação. 

Também há a opção de reembolso. Geralmente, quando o beneficiário já possui seus médicos de confiança, ele pode optar pela contratação de um plano de saúde com reembolso. 

Assim, é possível se consultar com profissionais que não atendem pelo plano, recebendo posteriormente uma parte ou a integralidade do valor pago na consulta, uma espécie de reembolso dado pela operadora.

Avalie a capacidade da rede credenciada do plano

Busque saber com detalhes qual é a capacidade da rede credenciada dos planos de saúde em vista. Isso é importante para garantir que você encontrará um plano de saúde que ofereça cobertura de especialistas, laboratórios, clínicas e hospitais na sua região. 

Dessa maneira, você terá a certeza de que possui locais de atendimento próximos a sua casa, em qualquer eventualidade de saúde. 

Como vimos, escolher um plano de saúde é uma tarefa importantíssima para a nossa saúde. E para garantir qualidade e bom preço, siga as nossas dicas. Temos a certeza de que você escolherá a opção com melhor cobertura e bom custo-benefício, garantindo bom atendimento e uma mensalidade que cabe no seu bolso. 

Por fim, se você quer mais algumas dicas de como escolher plano de saúde, veja o vídeo do canal Fred Marques.

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Marcela Ferreira

Enfermeira pós graduada com especialização em traumas, urgência e emergência. 12 anos de experiência na área de saúde mental na rede SUS do município de Belo Horizonte. Atuo com criança, adolescentes, adultos e usuários de múltiplas drogas.

1

Pode ser do seu interesse