sexta-feira, 25 de novembro de 2022 - 25/11/2022 19:23:01
Nice Content News

O perigo das drogas para a saúde são inúmeros. Afinal de contas, elas são realmente muito prejudiciais e podem facilmente levar a pessoa ao colapso físico e mental. Mesmo aquelas drogas mais “convenientes” e lícitas, como é o caso do álcool ou mesmo o tabagismo, podem facilmente levar a sérios quadros de saúde.

Mas por que essas substâncias são assim tão perigosas e o que fazer para ficar longe delas? As respostas são inúmeras e não existe uma “receita”. 

Portanto, continue lendo este artigo do Nice Content News para saber mais sobre o tema.

O que este artigo aborda:

O perigo das drogas para a saúde

O perigo das drogas para a saúde são inúmeros. Afinal de contas, embora as drogas sejam feitas para gerar bem-estar e estímulos prazerosos no corpo, o preço que se paga não é nada justo e pode levar a pessoa para um caminho muito complicado.

Embora haja possibilidades de “retornar” das drogas, ainda assim, esse é um processo doloroso para todos os envolvidos: vítima, familiares e assistência profissional. Por isso, evitar e prevenir é sempre o melhor caminho.

Esses aqui são os principais perigos das drogas para a saúde:

  • Vício;
  • Abstinência;
  • Ansiedade;
  • Depressão;
  • Potencializa outros problemas.

A seguir, entenda ponto a ponto.

Vício

O vício é um dos principais problemas causados pelas drogas. Afinal de contas, usar de novo e de novo é o que, de fato, leva o indivíduo para uma situação complicada de saúde. 

O excesso e o uso praticamente diário faz com que os problemas se desenvolvam em um ritmo muito rápido.

Inclusive, o usuário que é viciado, vai sempre precisar de uma dose mais forte. Todas as vezes, o sistema nervoso e o cérebro entendem que determinada quantidade já não é mais suficiente para chegar ao mesmo nível de bem-estar.

Logo, o vício se caracteriza pela necessidade de voltar a sentir determinadas sensações – só que sempre aumentando as doses.

Abstinência

Outro perigo das drogas para a saúde é a abstinência. Ela, muitas vezes, pode levar a quadros gravíssimos de ansiedade e necessidade pela substância em si. A abstinência pode causar vários problemas – inclusive o óbito, segundo a Associação Brasileira de Estudos de Álcool e outras drogas (ABEAD).

A abstinência de alguma substância é a necessidade do cérebro por uma nova dose – mais forte. Quando essa dose está em falta para o sistema nervoso e cérebro, inúmeras sensações e sintomas podem ocorrer no usuário que está sem usar.

No longo prazo, esses quadros são muito complexos e a pessoa precisa de amparo urgente. Uma clínica de reabilitação, com profissionais especializados, é uma ótima maneira de auxiliar a vítima.

Ansiedade

Para muitas pessoas, a ansiedade é um problema grave que pode até mesmo causar crises de falta de ar e outros sintomas. Para os usuários de drogas, a ansiedade muitas vezes é um fator presente no dia a dia e na rotina comum. Afinal, trata-se de uma necessidade do corpo que não está sendo atendida.

A abstinência pode causar forte ansiedade, mas o uso contínuo de drogas também. Esse é um perigo das drogas para a saúde, já que o uso de drogas pode despertar a vontade e necessidade cada vez mais frequente de uma nova dose. Justamente para “conter” a ansiedade.

É, literalmente, um ciclo vicioso.

Depressão

Algumas drogas depressoras podem afetar drasticamente o equilíbrio do cérebro e quadros de depressão são muito comuns. Drogas que trazem alívio de situações ou mesmo trazem euforia para “comprar” felicidade, tendem a trazer problemas graves de depressão no médio e longo prazo.

E, novamente, o uso da droga acaba servindo como uma maneira de evitar a depressão e voltar a ficar “feliz”. No entanto, o efeito é cada vez mais rápido e a necessidade por doses maiores é cada vez mais alta.

Potencializa outros problemas

O uso contínuo ou mesmo esporádico de drogas ajuda, e muito, a potencializar outros problemas no corpo. Afinal, o perigo das drogas para a saúde é justamente esse: alto poder destrutivo de um organismo saudável e equilibrado. 

Em poucas semanas ou meses, pode haver um agravamento do caso e doses altas podem até mesmo levar ao óbito do indivíduo – o que é o caso das overdoses, por exemplo.

Como as drogas viciam?

De maneira geral, as drogas viciam pois acostumam o cérebro a determinadas sensações de bem-estar e prazer que são passageiras. Logo, o cérebro começa a pedir novamente aquelas sensações e a consequência é justamente usar uma nova dose.

No entanto, o organismo se acostuma com determinadas quantidades e aquelas sensações boas já não são mais possíveis com as mesas doses. É aí que ocorre o aumento gradativo das doses e os problemas começam a ficar cada vez piores.

As drogas têm o poder de viciar logo no primeiro uso. Isso já é o suficiente para condicionar o organismo e por isso elas são tão perigosas.

Cuide-se!

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Equipe Nice

A equipe do Nice Content News conta com diversos profissionais competentes e altamente qualificados para trazer o melhor conteúdo para você.

1

Pode ser do seu interesse