sábado, 3 de dezembro de 2022 - 03/12/2022 11:33:35
Nice Content News

Você conhece os sintomas da menstruação? Antes do início da menstruação, você pode ter indícios de que vai menstruar. Esses sinais em seu corpo são conhecidos como tensão pré-menstrual (TPM). Não são todas as mulheres que passam pela TPM, porém uma grande maioria sim.

Cerca de 90% das mulheres antes de seu ciclo menstrual experimentam quaisquer sintomas da menstruação. Na maioria dos casos, os sinais de TPM são leves, mas outros são graves o suficiente para interromper até as atividades cotidianas. Por este motivo vamos te mostrar neste artigo do Nice Content News como aliviar 10 sintomas da menstruação que você precisa saber. Bora a leitura?

O que este artigo aborda:

Como aliviar os sintomas da menstruação?

Se você tiver sintomas da menstruação que interfiram em sua capacidade de trabalhar, ir à escola ou aproveitar o dia, converse com seu ginecologista, há alternativas que ajudam nesse processo, como alguns medicamentos e também o uso de alguns óleos essenciais.

A tensão pré-menstrual TPM costuma desaparecer alguns dias após a menstruação. Mesmo sendo alguns dias de incômodo mais leve a severa, esses sintomas mexem muito com o organismo da maioria das mulheres. E tudo que a mesma precisa é passar por esses dias com menos sofrimento possível. Acompanhe abaixo alguns desses sintomas:

1. Cólicas menstruais

As cólicas menstruais também são chamadas de dismenorreia primária, um sintoma comum da tensão pré-menstrual TPM. As cólicas podem começar nos dias antes à menstruação alguns casos duram dias até o final. As dores podem ser leves e desconfortáveis ​​até extremas que a impedem de executar suas obrigações habituais.

A produção de lipídios semelhantes a hormônios, chamados prostaglandinas, desencadeia esses espasmos. Embora esses lipídios causem inflamação, eles também ajudam a regular a ovocitação ou ovulação e a menstruação. Várias mulheres têm cólicas mais intensas, pois o fluxo menstrual é mais forte.

Como aliviar: Usar uma bolsa com água quente vai diminuir as dores causadas pela cólica  menstrual.

2. Aparecimento de espinhas (acnes)

Cerca de metade das mulheres notam o aparecimento de espinhas ou acnes, cerca de uma semana antes do início da menstruação. Em geral, costumam aparecer no queixo, porém podem surgir em qualquer lugar do rosto ou outras partes do corpo. Essas erupções são devidas às mudanças hormonais naturais associadas ao período reprodutivo feminino.

Se a gravidez não ocorrer após a ovulação, os níveis de estrogênio e progesterona caem e os androgênios, como a testosterona, sobem ligeiramente. Os andrógenos em seu sistema estimulam a produção de sebo, um óleo produzido pelas glândulas sebáceas na derme.

Uma vez que bastante sebo é gerado, podem surgir as espinhas, mas elas desaparecem principalmente no final da menstruação ou em seguida, quando os níveis de estrogênio e progesterona começam a aumentar.

Como evitar: Cuidar da alimentação, ingerir muito líquido e evitar maquiagem a base de óleo, entre outros.

3. Inchaços no corpo

Às vezes o corpo incha e você sente que parece que não consegue fechar o zíper do jeans alguns dias antes do período, isso é inchaço da TPM. Mudanças nos níveis de estrogênio e progesterona podem fazer com que seu corpo retenha mais água e sal do que o normal, daí o inchaço

Você pode ainda ficar acima do peso de um quilo ou dois, mas o inchaço da TPM não é realmente ganho de peso. Muitas mulheres obtêm alívio desse sintoma dois a três dias após o início da menstruação, em geral o pior inchaço ocorre no primeiro dia do ciclo menstrual.

Como evitar: Evitar consumo de álcool, cafeína e produtos processados, ingira muito líquido e bebidas diuréticas.

4. O cansaço é um dos sintomas da menstruação

Conforme a menstruação se aproxima, seu corpo muda de preparação para sustentar uma gravidez para estar pronto para menstruar. Os níveis hormonais despencam e o cansaço costuma aparecer, como ainda as mudanças de humor e também podem fazer você se sentir mais cansada.

Além de tudo isso, algumas mulheres têm problemas com insônia durante essa parte do ciclo menstrual. Portanto, a falta de sono pode agravar a fadiga diurna e isso aumenta a irritabilidade.

Como evitar: Procurar relaxar e dormir no mínimo oito horas por noite, um chá calmante também ajuda.

5. Seios maiores que o normal

Durante a primeira metade do ciclo menstrual, os níveis de estrogênio começam a aumentar. Isso estimula o crescimento dos ductos de leite em seus seios. Os níveis de progesterona começam a aumentar no meio do seu ciclo de ovulação. Com isso as glândulas mamárias em seus seios aumentam de tamanho.

Essas alterações fazem com que seus seios tenham uma sensação dolorida antes ou durante a menstruação. Este sintoma para algumas mulheres é bem difícil, pois seus seios ficam muito pesados ​​ou protuberantes, causando desconfortos.

O que fazer: Para amenizar esses desconfortos, fazer compressas com água quente e massagens ajudam muito.

6. Alguns sintomas da menstruação são dores de cabeça

A dor de cabeça durante a menstruação para algumas mulheres é uma tortura. Como os hormônios são responsáveis ​​por gerar a resposta à dor, é compreensível que a flutuação dos níveis hormonais possa causar dores de cabeça e enxaquecas que são causadas pela serotonina que é um neurotransmissor.

Além disso, o estrogênio pode elevar os níveis de serotonina e a quantidade de receptores de serotonina no cérebro em certos períodos no ciclo menstrual.

A interação entre ambos podem causar enxaquecas em pessoas que são propensas a elas. Algumas também apresentam enxaquecas durante a ovulação, em geral pode ocorrer um a dois dias antes da menstruação e é mais provável ​​de ocorrer durante os primeiros três dias.

O que fazer: O melhor é tentar relaxar, tomar um banho morno e deitar, caso não melhore, tomar um analgésico ou anti-inflamatório indicado pelo seu médico pode ser a saída.

7. Dores nas costas

As contrações uterinas e abdominais desencadeadas pela liberação de prostaglandinas também podem causar contrações musculares na região lombar, essa dor costuma ser mais intensa em algumas mulheres.

Pode ocorrer ainda uma sensação de puxão nas costas. Algumas podem ter dor lombar significativa durante o período. Outras sentem um leve desconforto ou uma sensação incômoda nas costas, porém, é sempre muito irritante.

O que ajuda: Fazer uma massagem com um creme apropriado e procurar relaxar, ou ainda, fazer compressas com água quente e aguardar.

8. Irritabilidade e mudança de humor

Muitas mulheres sentem mais irritação e mudança de humor antes e durante a menstruação, essas alterações são comuns para grande parte delas. Algumas sentem sintomas diferentes, tais como:

  • Ansiedade;
  • Depressão;
  • Mudanças de humor;
  • Irritabilidade.

Acaso se sinta assim nos dias de seu ciclo menstrual, e seu emocional fica alterado mais do que o normal, os níveis flutuantes de estrogênio e progesterona podem ser os culpados.

Além disso, o estrogênio pode interferir na produção de serotonina e endorfinas de bem-estar no cérebro. Dessa forma, ocorre uma diminuição na sensação de bem-estar e e acaba aumentando a depressão e a irritabilidade.

Para algumas, a progesterona pode ter um efeito calmante. Quando os níveis estão baixos, esse efeito pode ser diminuído. Podem ocorrer períodos de choro sem motivo e hipersensibilidade emocional.

Para aliviar: Coloquei em um aromatizador algumas gotas de óleo essencial de laranja, inale, relaxe e sinta a melhora.

9. Dificuldade para dormir

Entre os sintomas da tensão pré-menstrual TPM, tais como cólicas, dor de cabeça e alterações de humor, também podem afetar o sono, tornando mais difícil dormir tranquilamente. O que pode ocorrer é aumentar a temperatura de seu corpo cerca de meio grau após a ovulação e permanece alta até você começar a menstruar ou logo depois.

Isso pode não parecer muito, no entanto, as temperaturas corporais mais frias estão associadas a um sono melhor. Dessa forma, a sua capacidade de descanso acaba sendo reduzida.

O que ajuda: Diminuir o uso do café, tomar chás calmantes e um banho relaxante também ajuda, dormir pelo menos oito horas.

10. Problemas intestinais

Como seus intestinos são sensíveis às mudanças hormonais, você pode ter alterações em seus hábitos típicos de banheiro antes e durante a menstruação. As prostaglandinas que causam as contrações uterinas também podem causar contrações no intestino.

Você pode descobrir que evacua com mais frequência durante a menstruação, parecendo estar com diarreia, sentir náuseas, ter mais flatulências (gases) ou até sentir prisão de ventre. Todos esses sintomas incomodam muito qualquer mulher quando menstrua. Portanto, caso tenha esses sintomas aumentando, procure um ginecologista e converse com ele, com certeza ele vai te ajudar a ter uma vida mais saudável.

O que fazer: Procurar ter uma alimentação saudável, tomar muito líquido e em caso de persistência o jeito é falar com seu médico, além de ingestão de vitaminas e minerais.

Óleos essenciais para sintomas da menstruação

Existem medicamentos apropriados para enfrentar os sintomas da menstruação, basta procurar informações bem como falar com seu médico que provavelmente ele vai te receitar algo de acordo com suas necessidades. Outra opção que você tem, é fazer uso de alguns óleos essenciais que podem te ajudar e melhorar os sintomas da menstruação.

Os óleos essenciais são puros e 100% naturais, um presente da natureza para nós mulheres principalmente durante a menstruação. 

Alguns desses óleos essenciais são:

  • Óleo essencial de Ylang Ylang;
  • Óleo essencial de lavanda;
  • Óleo essencial de Gerânio.

Esses são alguns dos óleos essenciais que são recomendados para essa fase. Porém, é importante ressaltar que é preciso saber como fazer uso dos óleos essenciais. Temos um artigo completo sobre o uso dos óleos essenciais que vale a pena conferir.

É importante lembrar que a menstruação é o período da vida fértil de cada mulher, e esse ciclo menstrual se repete até a chegada da menopausa, que é uma fase também muito importante. Esse artigo foi desenvolvido pelo blog moebrasil. Obrigada e até a próxima!

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Marcela Ferreira

Enfermeira pós graduada com especialização em traumas, urgência e emergência. 12 anos de experiência na área de saúde mental na rede SUS do município de Belo Horizonte. Atuo com criança, adolescentes, adultos e usuários de múltiplas drogas.

1

Pode ser do seu interesse