sexta-feira, 27 de janeiro de 2023 - 27/01/2023 21:57:08
Nice Content News

É bom comer granola porque a ela é um dos alimentos mais recomendados na construção de uma rotina alimentar saudável. Por se tratar de uma mistura de ingredientes, a granola consegue, através da combinação de flocos de aveia, frutas desidratadas, gergelim, tapioca, castanha de caju, flocos de milho etc… uma mistura rica em nutrientes e fibras necessárias para a manutenção da alimentação ao longo do dia. Além disso, a combinação ajuda a complementar algumas refeições e até mesmo ser usada como sobremesa.

O que este artigo aborda:

Do que é feita a granola?

A grande maioria das granolas vendidas no mercado hoje são feitas de uma mistura de frutas e cereais. Os ingredientes mais comuns encontrados são: milho, quinoa, trigo, aveia, arroz, gergelim, linhaça, chia, castanha de caju, amêndoas, uva-passa, e algumas frutas desidratadas como maçã, morango, banana e coco.

Toda granola é saudável?

Já que a composição varia de acordo com o fabricante, é importante verificar a tabela nutricional do produto e conferir os componentes daquela marca. Alguns acrescentam altos índices de açúcar ou sal, o que pode ser prejudicial para o pleno funcionamento do corpo. As mais indicadas são aquelas com baixo nível de açúcar e ricas em fibras.

Por isso, a quantidade diária a ser consumida preferencialmente deve ser indicada por um nutricionista ou nutrólogo. De qualquer forma, é bom comer granola em quantidades moderadas e se atentando aos modelos mais naturais da mistura.

Auxilia na perda de peso

Deve ser ressaltado que a granola não é um alimento com baixo teor calórico, uma porção de 40 gramas possui cerca de 160 kcal. No entanto, o consumo moderado de granola pode ser fator que contribui no emagrecimento. Isso porque na mistura de cereais existem muitas fibras que são solúveis em água. Quando essas fibras se dissolvem, elas criam um gel que se expande dentro do estômago, prolongando a sensação de saciedade.

É bom comer granola? 6 motivos
Pin It

Foto: Pexels

Dessa forma, a pessoa que consome granola regularmente têm menos propensão a comer lanches e petiscos fora do horário das refeições, contribuindo para uma regularização da rotina de alimentação e, por consequência, aumenta a facilidade de emagrecimento.

Ajuda na prevenção de diabetes e redução de colesterol ruim

As fibras presentes na granola também apresentam outra característica muito importante para um estilo de vida mais saudável.

Elas têm a capacidade de reduzir a velocidade com que o corpo absorve o açúcar ingerido, dessa maneira é evitado o pico glicêmico, ou seja, quando a taxa de glicose no sangue fica extremamente elevada em um curto período após uma refeição, esse pico é prejudicial para a produção natural de insulina no corpo para metabolizar esse açúcar.

A segunda característica é que a granola também retarda a absorção do colesterol ruim, conhecido como LDL. Além disso, a presença de muitas oleaginosas, como castanha de caju, aumenta a concentração de colesterol bom, ou HDL, por conterem muitos ácidos graxos.

Alimento completo de nutrientes 

Além dos benefícios mencionados acima, a granola possui uma grande variedade de nutrientes. O alimento é altamente rico em ferro, fósforo, selênio, magnésio, zinco e vitaminas do complexo B, como B1, B2, B3, B6, B7, vitamina E e ômega 3. Todos esses nutrientes são importantes para a manutenção de diversas funções do corpo, além de promover mais disposição e energia para o dia.

Granola organiza a rotina intestinal

As fibras que compõem a granola são muito benéficas para a manutenção do trânsito intestinal. A ingestão diária de fibras estimula o movimento intestinal e cria uma rotina saudável de evacuação. Além disso, o trabalho constante intestinal é um dos principais métodos de eliminação de toxinas do trato gastrointestinal.

Proteção do cérebro

Outra vantagem do consumo de granola é que o alimento auxilia na proteção da Bainha de Mielina contra toxinas.

A Bainha de Mielina é uma membrana que envolve as células do sistema nervoso e permite que os impulsos elétricos que viajam entre as células sejam transmitidos com mais facilidade e eficiência.

A vitamina E e o ômega 3, presentes na granola,  ajudam a manter saudável essa membrana. Além disso, essas vitaminas ajudam na prevenção de doenças como Parkinson e Alzheimer.

O coração também agradece

As fibras da granola também são ricas em antioxidantes, como o ômega 3. Seu consumo regular pode ajudar a evitar complicações vasculares como infarto, aterosclerose e AVC, sendo que essas são algumas das principais causas de morte no mundo.

Outros fatores de risco como hipertensão e obesidade podem ser controlados com o consumo de granola, se acompanhado de exercícios, alimentação saudável e visitas regulares ao médico.

Formas de consumir granola

É bom comer granola em diversas situações, seja como um lanche ou complemento de outro alimento. Uma das formas mais comuns de consumir granola é misturar ao iogurte logo pela manhã para aproveitar os benefícios ao longo do dia. Para aqueles que estão focados em treinos é possível adicionar Whey Protein nessa mistura para potencializar os efeitos ao longo dos exercícios.

Outra forma muito comum de comer granola é misturar o alimento com frutas frescas no café da manhã ou como sobremesa. Se optar pela granola com poucas frutas secas, é possível incluí-la como um ingrediente junto de carnes, peixes e vegetais no almoço ou jantar.  Para quem gosta de uma sobremesa, uma dica é incluir a mistura junto de sorvetes e açaís.

Além disso, a granola serve para aqueles que curtem crocância na salada. A dica é preparar tomate, cebola, legumes, folhas de sua preferência – rúcula, alface, agrião -, um molho light e incrementar com a granola. Ela pode tornar a salada mais saborosa e ainda ajudar na saciedade.

Outra opção muito bem recebida é utilizá-la como ingrediente em vitaminas e smoothies saudáveis. Essa versão também funciona no café da manhã, sendo um lanche leve, ou até mesmo como pré-treino. A dica é bater com banana, gelo, mel e leite; mas essa receita pode ser adaptada para suas frutas preferidas.

Por fim, se você ainda tem dúvida se é bom comer granola, veja o vídeo do canal Saúde na Rotina.

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Equipe Nice

A equipe do Nice Content News conta com diversos profissionais competentes e altamente qualificados para trazer o melhor conteúdo para você.

1

Pode ser do seu interesse