sexta-feira, 27 de janeiro de 2023 - 27/01/2023 21:17:08
Nice Content News

O carro é um dos meios de locomoção mais importantes hoje, é com ele que os indivíduos se deslocam para o trabalho e para quase todas as atividades do dia a dia.

Segundo dados da Secretaria Nacional de Trânsito do Ministério da Infraestrutura com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), quase 60 milhões de automóveis estão registrados no Brasil – a frota total já passa de 100 milhões, somando todas as 21 categorias. Portanto, são muitos veículos circulando pelas vias do país diariamente. 

Sendo assim, é essencial que o condutor saiba como ver se o motor está bom para não impactar o trânsito com acidentes, por exemplo.

De maneira geral, os carros atuais apresentam uma série de indícios quando o motor não está em sua melhor performance, desde ruídos a marcas de óleo pelo trajeto, e através desses sinais é possível saber se o motor está precisando de atenção ou não. 

Situações como o motor fundido, ou seja, em que componentes do motor atingem a temperatura de fusão, podem ser comuns quando não há atenção aos indicadores de um bom funcionamento do motor.

Como ver se o motor está bom: 5 dicas
Pin It

Foto: Pexels

É imprescindível que, caso algo o afete, medidas sejam tomadas para que não atinja também outros componentes como o pistão, anéis, retentores e válvulas, por isso é essencial realizar uma checagem do motor. Para tanto, algumas dicas devem ser levadas em consideração para saber como ver se o motor está bom. 

O que este artigo aborda:

1. Barulhos e ruídos

Dos primeiros sinais que aparecem quando o motor não está em seu melhor estado, os barulhos e ruídos estranhos são os primeiros, afinal, há o desgaste de componentes que ficam debaixo do capô do carro, e são esses componentes que indicam que algo de errado está acontecendo.

Existem vários motivos pelos quais o carro pode estar fazendo barulhos estranhos; pode significar, por exemplo, problema nos amortecedores, ar-condicionado, suspensão, tensão da correia dentada e outros. Assim, o ideal para saber o que está gerando o barulho é direcionar o carro para o mecânico que irá verificar a melhor ação.

2. Vazamento de óleo

Ocorre com frequência quando há um problema no motor, o vazamento de óleo em si, e consequentemente marcas de óleo visíveis no chão. Vale ressaltar nesse tópico que é importante encontrar de maneira rápida a origem do problema; uma vez que o carro continue sendo utilizado normalmente, as peças podem gerar atrito, o que leva ao superaquecimento do motor.

Das causas mais comuns para esse vazamento, o próprio excesso de óleo, desgaste da junta do cabeçote ou a tampa do tanque de óleo rachada podem ser os motivos. Estar atento ao vazamento é uma das indicações básicas, pois é grave e pode vir a prejudicar até mesmo a utilização do automóvel.

3. Luzes e ícone

As luzes do painel do carro possuem algumas funções específicas e direcionadas, apontadas não apenas pela cor, mas também pelos ícones. Algumas delas podem inclusive indicar problemas mais graves.

A luz de cor amarela com formato de bomba e posto acesa mostra que o carro está na reserva; quando essa luz acende em um formato que remete a um bloco de motor, no entanto, o indicado é levar o carro para a oficina. Já a vermelha representa problemas no sistema de lubrificação, o que requer atenção imediata também.

De maneira geral, é importante saber o significado de cada cor e de cada ícone para que a solução seja mais assertiva ao resolver um problema.

4. Combustível

O consumo de combustível pode ser afetado de diversas maneiras. No entanto, um dos sinais de falha de processamento do componente pelo motor do carro é a alteração no consumo de combustível. Associada a perda de potência do carro e instabilidade do motor, como já mencionado, indica um grave problema.

No que diz respeito ao combustível, também é importante ter confiança na qualidade do que está sendo injetado no carro, uma vez que a substância que não esteja de acordo com os padrões de qualidade pode afetar o motor de maneira irreversível.

5. Proteções e medidas de prevenção

De modo geral, é importante sempre estar atento aos indícios dados pelo carro de quando algo com o motor ou qualquer outro componente não está bom. Mas, sobretudo, é essencial tomar medidas de proteção para evitar problemas futuros, e essas medidas devem ser tomadas desde o momento da compra do carro, abastecendo apenas em postos de confiança, até a escolha de boas marcas, caso alguma peça do carro precise ser trocada.

Recomenda-se também frequentemente fazer revisões no automóvel de maneira preventiva; além disso, investir em itens de proteção como o protetor de cárter, cuja função é proteger o fundo do motor, onde o óleo fica armazenado, evitando que pedras, água e lama cheguem até ele.

Ao estar atento aos sinais e também cuidando da vida útil do motor, fugindo de hábitos prejudiciais – como deixar o carro parado por longos períodos de tempo, utilizar óleo vencido, sempre estar em excesso de velocidade, entre outros -, o motor do carro terá um bom desempenhando e será duradouro, de maneira que precisarão ser tomadas apenas medidas de prevenção para continuar apostando na durabilidade da função do automóvel. Uma vez criado o hábito de checagem do motor, as chances de problemas futuros serão menores e não serão necessários tantos recursos para manter o automóvel desejado.

Inclusive, além do risco que o condutor causa a si mesmo ao dirigir um veículo com motor e/ou outros equipamentos danificados, comprometendo a sua segurança e de outros condutores e pedestres, ele pode sofrer punições previstas em lei.

O CTB (Código de Trânsito Brasileiro) prevê no inciso XVIII do artigo de número 230 que conduzir veículo em mau estado de conservação é considerado infração grave. O condutor que for flagrado pode levar multa e 5 pontos na carteira de habilitação, além da medida administrativa de retenção do veículo.

O mesmo artigo do CTB também traz outros incisos que podem influenciar na boa condução de um veículo, considerando suas características. Portanto, ao colocar um veículo em circulação, é importante fazer a manutenção preventiva periodicamente, buscando evitar problemas no automóvel que impactam nas vias e na segurança pública.

Por fim, se você quiser mais algumas dicas de como ver se o motor está bom, veja o vídeo do canal Car Up Dicas Automotivas.

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Equipe Nice

A equipe do Nice Content News conta com diversos profissionais competentes e altamente qualificados para trazer o melhor conteúdo para você.

1

Pode ser do seu interesse