Nice Content News

A ibogaína é uma substância alcaloide encontrada na raiz da planta Tabernanthe iboga, nativa da região central da África.

Ela tem sido utilizada tradicionalmente em rituais e cerimônias religiosas pelos povos Bwiti, que acreditam em suas propriedades espirituais e curativas.

O que este artigo aborda:

O que é a ibogaína e como o tratamento funciona?
O que é a ibogaína e como o tratamento funciona?
Pin It

Da história antiga à atualidade: O interesse pelo Ocidente

A história da ibogaína remonta há séculos, sendo utilizada pelas comunidades africanas como uma ferramenta para a cura de diversos males, tanto físicos quanto psicológicos.

No entanto, foi somente a partir do século XX que ela começou a despertar interesse no ocidente como um possível tratamento para a dependência química.

Como funciona o mecanismo de ação da Ibogaína?

O mecanismo de ação da ibogaína ainda não é totalmente compreendido, mas acredita-se que ela atue em diversos sistemas neuroquímicos do cérebro, incluindo o sistema dopaminérgico e o glutamatérgico.

Além disso, a ibogaína tem a capacidade de atravessar a barreira hematoencefálica e se ligar aos receptores de opioides, o que pode contribuir para sua eficácia no tratamento da dependência.

A Aplicação terapêutica da Ibogaína

A ibogaína tem sido estudada e utilizada como uma opção terapêutica para pessoas que lutam contra a dependência química, como drogas opiáceas, cocaína, álcool e outras substâncias.

Alguns dos benefícios relatados do uso da ibogaína incluem:

  • Redução dos sintomas de abstinência: A ibogaína tem a capacidade de aliviar os sintomas de abstinência associados à interrupção do uso de drogas, o que pode ajudar os indivíduos a passarem pelo processo de desintoxicação de forma mais confortável.
  • Aumento da motivação para a mudança: A ibogaína pode proporcionar uma experiência introspectiva profunda, levando os indivíduos a refletirem sobre suas vidas, comportamentos e padrões de uso de drogas, aumentando a motivação para buscar a recuperação.
  • Reflexão pessoal e autoconhecimento: Durante a experiência com a ibogaína, muitos relatam um estado de consciência expandida, o que pode permitir uma reflexão profunda sobre si mesmos, seus relacionamentos e suas escolhas de vida.
  • Alteração de padrões de pensamento e comportamento: A ibogaína tem sido associada à interrupção de padrões de pensamento e comportamento compulsivos relacionados ao uso de drogas, proporcionando uma oportunidade para a mudança positiva.
  • Restabelecimento da saúde emocional e mental: Muitas pessoas que utilizam a ibogaína relatam uma melhora significativa na saúde emocional e mental, incluindo a redução da ansiedade, depressão e traumas psicológicos.

O processo de tratamento com Ibogaína

O tratamento com ibogaína geralmente ocorre em uma clínica especializada, sob supervisão médica e psicológica.

Antes do tratamento, é realizada uma avaliação completa do histórico médico e psicológico do paciente para garantir a segurança e a adequação do uso da ibogaína.

Preparação para o tratamento

A preparação pré-tratamento envolve orientações sobre a dieta e a suspensão de certos medicamentos que podem interagir com a ibogaína. É importante garantir que o paciente esteja em boas condições de saúde física e mental antes de iniciar o tratamento.

Administração da Ibogaína

A administração da ibogaína geralmente é feita sob supervisão médica, em um ambiente seguro e controlado, como uma clínica de ibogaina. A dosagem é calculada com base nas características individuais do paciente, como peso, metabolismo e histórico de uso de drogas.

O processo pode envolver o consumo da raiz da planta Tabernanthe iboga ou de um extrato padronizado de ibogaína.

Experiência com a Ibogaína

Durante a experiência com a ibogaína, o paciente passa por um período de intensa introspecção e reflexão.

Pode ocorrer uma ampliação da consciência, onde são explorados aspectos emocionais, psicológicos e espirituais.

Esse estado pode durar várias horas e é fundamental contar com uma equipe especializada para oferecer suporte e cuidados durante todo o processo.

Acompanhamento pós-tratamento

Após o tratamento com ibogaína, é essencial que o paciente receba um acompanhamento adequado.

Isso pode incluir terapia individual ou em grupo, suporte psicológico contínuo e medidas de cuidados pós-tratamento para evitar recaídas.

Controvérsias, segurança e eficácia

Em relação à segurança e eficácia da ibogaína, é importante destacar que ainda há controvérsias e debates em andamento.

Embora existam relatos anedóticos de sucesso no tratamento da dependência química, é necessário um maior número de pesquisas científicas e estudos clínicos para se obter evidências sólidas sobre sua eficácia.

Efeitos colaterais e precauções

Quanto aos possíveis efeitos colaterais da ibogaína, eles podem incluir náuseas, vômitos, tonturas, tremores e aumento da pressão arterial.

Além disso, a ibogaína pode interagir com certos medicamentos e apresenta riscos específicos para pessoas com condições médicas pré-existentes, como problemas cardíacos.

Portanto, é fundamental que o tratamento com ibogaína seja realizado em um ambiente supervisionado por profissionais de saúde qualificados, que possam avaliar os riscos e fornecer um suporte adequado ao paciente.

Conclusão

Em suma, a ibogaína é uma substância com potencial terapêutico no tratamento da dependência química, mas seu uso deve ser realizado com cautela e com base em evidências científicas.

É importante buscar informações confiáveis e consultar profissionais de saúde antes de considerar qualquer forma de tratamento.

Artigos relacionados:

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Marcela Ferreira

Enfermeira pós graduada com especialização em traumas, urgência e emergência. 12 anos de experiência na área de saúde mental na rede SUS do município de Belo Horizonte. Atuo com criança, adolescentes, adultos e usuários de múltiplas drogas.

whatsapp sharing button
facebook sharing button
pinterest sharing button
twitter sharing button
sharethis sharing button

Pode ser do seu interesse