sábado, 10 de dezembro de 2022 - 10/12/2022 02:07:30
Nice Content News

O número de pessoas que sofrem com transtorno de ansiedade vem aumentando cada vez mais. O Brasil é o país com mais casos de ansiedade em todo mundo.

Vários fatores estão atribuídos a esse dado, como por exemplo as rotinas agitadas, o desemprego, a pressão da sociedade, entre outras questões que comprometem a qualidade de vida dos brasileiros.

O problema é que devido a essa grande quantidade de casos, a ansiedade está se tornando algo banalizado, poucas pessoas procuram tratamento.

Porém, é de extrema importância encontrar uma forma de tratar a ansiedade, pois as consequências desse problema na vida do ser humano são diversas.

O que este artigo aborda:

Quais são os sintomas da ansiedade?

Engana-se quem pensa que os sintomas da ansiedade se restringem a mente, o corpo físico também sofre com os efeitos.

Veja quais são alguns dos sintomas psicológicos 

  • Insônia;
  • Angústia;
  • Apreensão;
  • Medo;
  • Dificuldade de concentração;
  • Esgotamento mental;
  • Pensamentos negativos;
  • Sensação de que algo ruim vai acontecer;
  • Inquietação.

Veja quais são alguns dos sintomas físicos

  • Falta de ar;
  • Boca seca;
  • Sudorese;
  • Náusea;
  • Calafrios;
  • Temores;
  • Coração acelerado;
  • Dor no peito;
  • Tontura;
  • Tensão muscular.

Cada pessoa pode manifestar sintomas diferentes, além desses apresentados aqui. É importante que ao notar esses sintomas, procure ajuda especializada.

Tratamentos para a ansiedade

O tipo de tratamento para a ansiedade vai depender do grau do problema e da abordagem que um especialista vai direcionar. Além de opções complementares para colaborar no alívio dos sintomas. Veja quais são:

Psicoterapia e terapia

A principal forma de tratar a ansiedade é com a realização de terapias e psicoterapias com profissionais especializados. Essas consultas são muito importantes para identificar o grau de ansiedade do paciente e a necessidade de partir para uma consulta também com um psiquiatra.

Além disso, o tratamento da ansiedade com terapia pode atuar como prevenção em casos mais leves, evitando que evoluam para grandes crises de ansiedade, crises essas que geram sintomas físicos e mentais. 

Existem dois tipos de terapia: a psicoterapia e a terapia cognitivo-comportamental. Cada uma delas tem uma abordagem diferente, dependendo da necessidade do paciente.

Tratamento medicamentoso

Em alguns casos a ansiedade precisa ser tratada com remédios químicos, veja quais são os remédios para tratar ansiedade receitados pelos psiquiatras:

Ansiolíticos

Esses remédios têm como objetivo acalmar e diminuir a ansiedade. Porém, por causarem dependência são indicados apenas em casos específicos.

Antidepressivos

São o tipo de remédio mais receitado em casos de ansiedade, esses medicamentos atuam estimulando os neurotransmissores cerebrais e melhoram o humor.

Betabloqueadores

Já esses remédios são mais utilizados para diminuir os sintomas da ansiedade, como o aceleramento do coração e os tremores, porém não são eficazes sozinhos na luta contra a ansiedade.

Vale ressaltar que esses medicamentos só podem ser usados com indicação médica, pois seus efeitos podem ser muito perigosos.

Opções naturais

Para quem gosta de opções naturais para tratamento, existem algumas possibilidades que podem contribuir para o alívio dos sintomas da ansiedade.

Um bom exemplo são os óleos essenciais DoTerra que atuam como calmantes e relaxantes, diminuindo os efeitos da ansiedade no corpo e na mente.

Outra forma de combater a ansiedade de forma natural, é a prática de atividades físicas como caminhadas, ioga, pilates, dentre tantas outras opções.

Ansiedade tem cura?

Antes de responder essa pergunta, é preciso saber diferenciar a ansiedade comum, do transtorno de ansiedade. 

A ansiedade comum, é aquela que você sente antes de apresentar um trabalho ou projeto em frente a um público, ou então quando tem uma festa no dia seguinte a qual esperou por muito tempo.

Nesses exemplos citados acima, a ansiedade é algo passageiro e que não causa danos à qualidade de vida das pessoas. 

Já quando falamos em transtorno de ansiedade, trata-se de um problema que traz diversas consequências e é permanente até que se faça um tratamento adequado. 
Logo, podemos dizer que sim, o transtorno de ansiedade tem cura.

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Marcela Ferreira

Enfermeira pós graduada com especialização em traumas, urgência e emergência. 12 anos de experiência na área de saúde mental na rede SUS do município de Belo Horizonte. Atuo com criança, adolescentes, adultos e usuários de múltiplas drogas.

1

Pode ser do seu interesse